Mai
15
2019

UFF para nesta quarta (15) e vai às ruas na greve pela Educação e contra reforma da Previdência de Bolsonaro

 Greve de 24h e atos e atividades nas ruas são em defesa da Educação pública, contra os cortes no orçamento e pela rejeição da reforma da Previdência

 

DA REDAÇÃO DA ADUFF

Por Hélcio Lourenço Filho

A Universidade Federal Fluminense vai parar e ir às ruas nesta quarta-feira (15), na Greve Nacional da Educação, cuja participação foi aprovada por estudantes,docentes e técnicos e que deverá ter, ainda, a presença de trabalhadores terceirizados.

A mobilização nacional tomou impulso nos últimos dias e deve levar dezenas de milhares às ruas de todo o país, em centenas de atos convocados de Norte a Sul do Brasil. O movimento ganhou a adesão de educadores de escolas particulares, inclusive. As atividades vão acontecer ao longo de todo o dia - começam nas primeiras horas da manhã - em Niterói, está marcada para as 7h - e devem terminar à noite, perto das 21 ou 22 horas.

A força do movimento pautou as discussões no Congresso Nacional, nesta terça-feira (14), quando a Câmara dos Deputados votou por 307 votos a 82 a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para que dê explicações sobre os cortes nas universidades, institutos e educação básica. Ele será sabatinado e é obrigado a comparecer, ao contrário de convites, nos quais o ministro pode declinar.

Desta forma, enquanto a greve leva milhares às ruas e paralisa a maioria das universidades públicas do país, institutos federais e redes da educação básica, o ministro da Educação estará na Câmara sendo sabatinado por deputados e dando explicações sobre os cortes orçamentários. Caso se concretize, será uma cena inédita pelo menos na história recente do país.

A mobilização também levou a declarações desencontradas do governo, nas quais sinaliza que recuará dos cortes na educação e, em seguida, nega oficialmente que isso ocorrerá.

A paralisação docente nesta quarta foi aprovada na assembleia descentralizada realizada nos dias 16 e 24 de abril. Nova assembleia descentralizada foi convocada pela Aduff-SSind e aconteceu nesta segunda (13) e terça-feira (14), reafirmando a necessidade de participação das professoras e professores da UFF nas mobilizações em defesa da Educação e da Previdência públicas.

Veja, a seguir, a lista de atividades que vão ocorrer nas cidades nas quais a UFF possui campus. Não consta apenas eventuais manifestações em Pádua e em Petrópolis, que devem ocorrer mas a reportagem não havia confirmado até o fechamento deste texto (a notícia só será atualizada assim que a informação for obtida).

 

Greve Nacional da Educação - 15 de maio

Atividades que devem ter a participação da comunidade da UFF em todos os campi em defesa da Educação Pública e contra a reforma da Previdência

Em Niterói

=‘Eu Defendo a UFF’: Ato com exposição de trabalhos e pesquisas desenvolvidas na universidade das 8h às 14h, ao lado do Terminal rodoviário, no Centro de Niterói.

=A partir das 14h: ida conjunta para o ato no Rio, na Candelária, saindo das Barcas.

Em Volta Redonda

=Ato na Praça da Prefeitura em defesa da educação, às 10h (convocado pelo Sepe)

=Exposição de projetos de pesquisa e extensão da comunidade universitária da UFF em Volta Redonda, na Praça da Vila, à tarde.

=A partir das 16h, ato da UFF e do IF sai da Praça Brasil em direção à Praça Juarez Antunes, em defesa da educação pública e contra a reforma da Previdência Social.

Em Angra dos Reis

=Ato se concentra a partir das 10h de quarta-feira (15), na Praça do Papão.

Em Macaé

=Manifestação conjunta da UFF e UFRJ na Praça Veríssimo de Melo, no centro da Cidade, a partir das 9h, com aulas públicas e exposição de projetos.

=Ato público às 17h encerra as atividades da quarta-feira.

Em Campos dos Goytacazes

=Ato unificado se concentra às 10h, no Pelourinho

=Comunidade universitária da UFF Campos realiza fórum dos 3 segmentos a partir das 15h, na Tenda da UFF, para debater condições de trabalho e estudo na universidade e sua estrutura.

Em Rio das Ostras:

=7h: Concentração no Ciep 257

=8h: Saída do Ciep 257 em direção ao Imero

8h30: Saída do Imero em direção ao E.M. Francisco de Assis

9h - Saída da  E.M. Francisco de Assis em direção ao Abdala

9h30 - Saída do Abdala em direção à Praça do Centro

10h - Ato na Praça do Centro

Em Nova Friburgo

 =Concentração no Centro de Turismo, a partir das 13 horas, com atividades na rua; ato público a partir das 15 horas.

Em Santo Antônio de Pádua

=Tenda Pedagogia ‘ A UFF é sua’, na praça do Centro da cidade, terá atividades das 9h às 20h - com aulão público às 17h e atividades culturais a partir das 19 horas.
9h - Abertura
10h às 14h - Grupo de alunos da Maristella com exposição de diários de bordo e registros iconográficos de rezadores.
13h - Professora de Libras da UFF Isabele, iniciará exposição de banner apresentando a área de libras e o impacto na região Noroeste Fluminense
14h às 15h - Atividade do IFF, com ETHNOIFF, Música, Poesia e Política  (Tendas param para prestigiar atividade)
15h às 157h - Nupedis, pesquisa em infâncias mapeamento das escolas de ensino infantil e exposição de trabalho de libras em banner.
17h - Aulão Público
19h - Atividades culturais
20h - Encerramento